Livro


  Livro

Tire todas as suas dúvidas sobre o que é um livro, as diferenças entre cada tema ou como é produzido. Clique abaixo no link do seu interesse e saiba mais!

Índice

1. O que é um livro?
Livro é um volume transportável, composto por, pelo menos, 48 páginas (sem contar as capas – segundo a Unesco), encadernadas, contendo texto manuscrito ou impresso e/ou imagens e que forma uma publicação unitária (ou foi concebido como tal) ou a parte principal de um trabalho literário, científico ou outro.Em ciência da informação o livro é chamado monografia, para distingui-lo de outros tipos de publicação como revistas, periódicos, teses, tesauros, etc.O livro é um produto intelectual e, como tal, encerra conhecimento e expressões individuais ou colectivas. Mas também é nos dias de hoje um produto de consumo, um bem e sendo assim exige a produção por meios industriais. A tarefa de criar um conteúdo passível de ser transformado em livro é tarefa do autor. Já a produção dos livros, no que concerne a transformar os originais num produto comercializável é tarefa do editor. Também há uma terceira função associada ao livro, que é a coleta e organização e indexação de coleções de livros, típica do bibliotecário.

2. Como se classificam os livros?
Os livros atualmente podem ser classificados de acordo com seu conteúdo em duas grandes categorias: livros de leitura seqüencial e obras de referência.

3. Quais os tipos de livros de leitura seqüencial?
O termo “arte seqüencial” (Sequential Art) foi criado por Will Eisner para definir “o arranjo de fotos ou imagens e palavras para narrar uma história ou dramatizar uma idéia”, e é comumente utilizado para definir o estilo. Uma fotonovela e um infográfico jornalístico também podem ser considerados formas de arte seqüencial.Os tipos de livros de leitura seqüencial são:- Ensaio- Memórias- Romance- Novela- Poesia- Teatro- Biografia- História em quadrinhos

4. O que é Ensaio?
Ensaio é um texto literário breve, situado entre o poético e o didático, que expõe idéias, críticas e reflexões morais e filosóficas a respeito de certo tema. Menos formal e mais flexível que o tratado.Consiste na defesa de um ponto de vista pessoal e subjetivo sobre um tema (humanístico, filosófico, político, social, cultural, moral, comportamental, literário, etc.) sem que se paute em documentos ou provas empíricas ou dedutivas de caráter científico. O ensaio assume a forma livre e assistemática sem um estilo definido.Por esta razão, o filósofo espanhol José Ortega y Gasset o definiu como “A ciência sem prova explícita”.

5. O que são Memórias?
Chama-se de memórias ao gênero da literatura em que o narrador conta fatos de sua vida. É tipicamente um gênero do modo narrativo, assim como a novela e o conto, porém essa classificação é predominantemente dada a histórias reais, ou baseadas em fatos reais. Diferencia-se da biografia, já que não se prende a contar a vida de alguém em particular, mas narrar suas lembranças.

6. O que é Romance?
Romance é um dos gêneros mais conhecidos da literatura. Herdeiro da epopéia, é tipicamente um gênero do modo narrativo, assim como a novela e o conto.A distinção entre romance e novela não é clara, mas costuma-se definir que no romance há um paralelo de várias ações, enquanto na novela há uma concatenação de ações individualizadas. No romance uma personagem pode surgir em meio a história e desaparecer depois de cumprir sua função. Outra distinção importante é que no romance o final é um enfraquecimento de uma combinação e ligação de elementos heterogêneos, não o clímax.Há de notar que o romance tornou-se gênero preferencial a partir do Romantismo, por isso ficando o termo romance associado a estes. Entretanto o realismo teria no romance sua base fundamental, pois apenas este permitia a minúcia descritiva, que exporia os problemas sociais.

7. O que é Novela?
Novela em português é uma narração em prosa de menor extensão do que o romance. Se bem que a distinção entre novela e romance não seja clara, pode dizer-se que a novela apresenta, por um lado, uma maior economia de recursos narrativos do que o romance e, por outro, um maior desenvolvimento de enredo e personagens do que o conto, com diversos personagens e linhas narrativas. Etimologicamente, folhetins televisivos de longa duração deveriam ser chamados em português de telerromances, mas o termo origem espanhola já está consagrado: telenovelas.

8. O que são Poesias?
A poesia é uma das sete artes tradicionais, através da qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos. O sentido da mensagem poética também pode ser importante (principalmente se o poema for em louvor de algo ou alguém, ou o contrário: também existe poesia satírica), ainda que seja a forma estética a definir um texto como poético.Num contexto mais alargado, a poesia aparece também identificada com a própria arte, o que tem razão de ser já que qualquer arte é, também, uma forma de linguagem (ainda que, não necessariamente, não verbal).A poesia, no seu sentido mais restrito, parte da linguagem verbal e, através de uma atitude criativa, transfigura-a da sua forma mais corrente e usual (a prosa), ao usar determinados recursos formais. Em termos gerais, a poesia é predominantemente oral – mesmo quando aparece escrita, a oralidade aparece sempre como referência quase obrigatória, aproximando muitas vezes esta arte da música.

9. O que é Teatro?
O teatro define tanto o prédio onde podem se apresentar várias formas de artes quanto uma determinada forma de arte.O vocábulo grego Théatron estabelece o lugar físico do espectador, “lugar onde se vai para ver”. Entretanto o teatro também é o lugar onde acontece o drama frente a audiência, complemento real e imaginário que acontece no local de representação.Ele surgiu na Grécia Antiga, no século IV a. C.Toda reflexão que tenha o drama como objeto precisa se apoiar numa tríade, quem vê, o que se vê e o imaginado. O teatro é um fenômeno que existe nos espaços do presente e do imaginário e nos tempos individuais e coletivos que se formam neste espaço.O teatro é uma arte em que um ator, ou conjunto de atores, interpreta uma história ou atividades que têm como objetivo apresentar uma situação e despertar sentimentos na audiência.

10. O que é Biografia?
Biografia (grego: βιογραφία , de βíος – bíos, vida e γραφή – gráphein, escrever) é um gênero literário em que o autor historia a vida e, não raro, aspectos da obra de determinada ou de várias pessoas, como Plutarco, em suas Bíoi parálleloi (Vidas paralelas), abordando-os muitas vezes de um ponto de vista crítico e não apenas historiográfico. O francês biographie é documentado em 1721; o inglês biography em 1791 e na forma biographia já em 1683; o espanhol biografía e português biografia somente na segunda metade do século XIX.

11. O que são História em Quadrinhos?
Banda desenhada (BD) em Portugal ou história em quadrinhos (HQ) no Brasil, é uma forma de arte que conjuga texto e imagens com o objetivo de narrar histórias dos mais variados gêneros e estilos. São, em geral, publicadas no formato de revistas, livros ou em tiras publicadas em revistas e jornais. São conhecidos como comics nos Estados Unidos, bande dessinée na França, fumetti na Itália, tebeos na Espanha, historietas na Argentina, muñequitos em Cuba, mangás no Japão. A banda desenhada é também designada por Nona Arte.

12. Quais os tipos de obras de referência?
Os tipos de obras de referência são:- Anuário- Bibliografia- Dicionário- Manual- Enciclopédia- Guia Turístico- Livro Didático- Relatório- Vade Mecum

13. O que é Anuário?
Um anuário é uma publicação anual que registra informações sobre um ou vários ramos de atividade, tais como ciências, artes, literatura, profissões, economia etc. O anuário de uma empresa ou instituição pode também conter as principais ocorrências da vida destas e suas atividades durante o ano transato.

14. O que é Bibliografia?
Uma bibliografia é um registro de documentos, livros, inventários, escritos, impressos ou quaisquer gravações em variados meios (madeira, metal, argila, papiro, papel, etc.) sobre determinado assunto ou de determinado autor, que venham a servir como fonte para consulta.A primeira bibliografia publicada data de 1494 (Liber de scriptoribus ecclesiasticis). Já a primeira bibliografia universal é de 1545 (Biblioteca universalis, de Conrad Gesner). A primeira bibliografia nacional é inglesa e foi consagrada aos escrivãos (John Bale, 1549).Embora a palavra bibliografia só tenha surgido em 1633, a atividade que ela designa remonta à Antiguidade: catálogo, repertório, índice, inventário, e todas as formas pelas quais os eruditos têm procurado reunir, sobre um assunto ou dentro de uma disciplina, à informação mais completa.A partir do século XVIII, a bibliografia se diversificou, tornando-se uma “ciência do livro”, apurada no século XX com as técnicas de documentação.Mais recentemente, com a invenção do meio virtual, a palavra bibliografia pôde englobar não só seus sentidos com livros e documentos impressos ou manuscritos, mas também com os ditos e-books (livros eletrônicos) e outros meios de publicação digital, entre eles a internet.

15. O que é Dicionário?
Um dicionário é uma compilação de palavras ou dos termos próprios, ou ainda de vocábulos de uma língua, quase sempre dispostos por ordem alfabética e com a respectiva significação ou a sua versão em outra língua.O dicionário pode ser mais específico e tratar dos termos próprios de uma ciência ou arte.

16. O que é Manual?
Manual é um livro ou um folheto que ensina a operar um equipamento, um objeto, um software ou uma ferramenta.Geralmente, sempre que compramos um produto de difícil utilização, este vem com um manual.

17. O que é Enciclopédia?
Uma enciclopédia (do grego antigo ἐγκυκλοπαιδεία, ἐγκυκλο [“geral”] + παιδεία [“conhecimento”]) é um vasto conjunto de todos os conhecimentos humanos; obra que trata de todas as ciências e artes em geral. Pode ser considerada uma espécie de livro de referência para praticamente qualquer assunto do domínio humano.Enciclopédias podem ser genéricas, contendo artigos sobre os mais variados temas (como a Encyclopaedia Britannica), ou podem ser especializadas em um determinado assunto (como uma enciclopédia médica ou matemática).O termo enciclopédia só começou a ser usado no século XVI, embora trabalhos de formato enciclopédico já fossem conhecidos em épocas anteriores.

18. O que é Guia Turístico?
Um guia turístico é um manual que relaciona os principais pontos turísticos de determinado local.

19. O que é Livro Didático?
O livro didático surgiu como um complemento aos grandes livros clássicos. De uso restrito ao âmbito da escola, reproduzia valores da sociedade, divulgando as ciências e a filosofia e reforçando a aprendizagem centrada na memorização. E, por longos anos, ele cumpriu essa missão.Hoje, o livro didático ampliou sua função precípua. Além de transferir os conhecimentos orais à linguagem escrita, tornou-se um instrumento pedagógico que possibilita o processo de intelectualização e contribui para a formação social e política do indivíduo. O livro instrui, informa, diverte, mas, acima de tudo, prepara para a liberdade.

20. O que é Relatório?
Um relatório é um tipo de documento impresso utilizado para reportar resultados parciais ou totais de um determinado experimento, projeto, ação, pesquisa, ou outro evento, esteja ele finalizado ou ainda em andamento.Normalmente utiliza-se formatação padronizada, o que no entanto pode ser flexibilizado caso o âmbito do mesmo seja interno ao setor executante ou grupo a que este último pertence.A dificuldade na geração de um relatório normalmente é proporcional à complexidade e amplitude do assunto abordado. Em situações deste tipo, gerar sub-relatórios pode ser uma boa alternativa.Caracterização / Formação de um relatórioO relatório é um texto escrito para apresentação de acontecimentos, de informações, de visitas de estudo, de experiências, etc. e tem o objetivo de conduzir a uma decisão e, daí, a uma ação. A dificuldade da formação de um relatório está dependente a complexidade do assunto em análise.O relatório deve dividir-se em diferentes partes indicadas a baixo.Cabeçalho (/página de rosto): O cabeçalho é constituído por informações sobre o relator e o destinatário (título, nomes, data, etc.)Introdução: A Introdução é constituída pelo assunto a tratar, os objetivos do relatório e as circunstâncias da sua elaboraçãoParte Central: A Parte Central é formada pelo desenvolvimento do assunto, devendo conter uma parte descritiva da situação tal como dos fatos e outros argumentos como a inclusão dos aspectos positivos e negativosConclusão: A Conclusão é onde são apresentadas as ilações mais importantes e as propostas de atuação.

21. O que é Vade Mecum?
Um vade-mécum é, de forma geral, um livro de uso muito freqüente e que instrui o leitor a fazer determinadas tarefas. A palavra origina-se numa expressão latina que significa “anda comigo” ou “vai comigo”.Em Direito, refere-se a um compêndio das obras básicas para serem consultadas facilmente. O vade-mécum pode ser genérico trazendo o texto da Constituição vigente, os códigos e as leis gerais, mas pode ser especializado e compilar a legislação de uma determinada área do Direito, como é o caso do vade-mécum trabalhista ou previdenciário ou o vade-mécum de licitações e contratos.

22. Como é produzido um livro?
A criação do conteúdo de um livro pode ser tarefa tanto de um autor sozinho quanto de uma equipe de autores e/ou ilustradores. Tendo o manuscrito terminado, são vendidos ao editor os direitos de reprodução industrial do manuscrito, cabendo a ele a publicação do manuscrito em livro. As suas funções são intelectuais e econômicas: deve selecionar um conteúdo de valor e que seja vendável, que gere lucros ou mais-valias para a sua empresa. Modernamente o desinteresse de editores comerciais por obras de valor mas sem garantias de lucros tem sido compensado pela atuação de editoras universitárias (pelo menos no que tange a trabalhos científicos e artísticos).Cabe ao editor sugerir alterações ao autor, com vista a ajustar o livro ao mercado. Essas alterações podem passar pela editoriação do texto, ou pelo acréscimo de elementos que possam beneficiar a utilização/comercialização do mesmo pelo leitor. Uma editora é composta pelo Departamento editorial, de produção, comercial, de Marketing, assim como vários outros serviços necessários ao funcionamento de uma empresa, podendo variar consoante as funções e serviços exercidos pela empresa. Na mesma trabalham os editores, revisores, gráficos e designers, capistas, etc. Uma editora não é necessariamente o produtor do livro, sendo que quase sempre essa função de reprodução mecânica de um original editado é feita por oficinas gráficas em regime de prestação de serviço. Dessa forma, o trabalho industrial principal de uma editora é confeccionar o modelo de livro-objeto, trabalho que se dá através dos processos de edição e composição gráfica/digital.A fase de produção do livro é composta pela impressão (posterior à imposição e montagem em cadernos – hoje em dia digital), o alceamento e o encapamento. Podendo ainda existir várias outras funções adicionais de acréscimo de valor ao produto, nomeadamente à capa, com a plastificação, relevos, pigmentação, e outros acabamentos.Terminada a edição do livro, ele é embalado e distribuído, sendo encaminhado para os diferentes canais de venda, como os livreiros, para daí chegar ao público final.Pelo exposto acima, talvez devêssemos considerar que a categoria livro seja a concepção de uma coleção de registros em algum suporte capaz de transmitir e conservar noções abstratas ou valores concretos.

Clique aqui e continue navegando no site da Daikoku.