Poeta Augusto de Campos participa de bate-papo na Casa das Rosas

Os participantes também poderão ver alguns de seus poemas na exposição “As ideias concretas – Poesia 60 anos adiante”, no Museu-Casa.
Um dos criadores da Poesia Concreta, o poeta Augusto de Campos, participa no dia 15 de dezembro, às 19h30, do encontro Viva Voz – Conversas com poetas contemporâneos na Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela organização social POIESIS.

Aos 85 anos, Augusto de Campos é o último dos escritores vivos do grupo Noigandres (palavra retirada de um poema de Ezra Pound), do qual atuava juntamente com seu irmão Haroldo de Campos e o amigo Décio Pignatari. Além de participar desta conversa única, os visitantes poderão ver alguns de seus poemas, como Dias dias dias (1953), Caixa preta (1975) e a primeira edição de Linguaviagem (1967) na exposição As ideias concretas – Poesia 60 anos adiante na Casa das Rosas.

Augusto de Campos mantém-se até hoje absolutamente fiel às propostas iniciais do movimento concreto, com uma poesia sintética, visual e contundente. Publicou seu primeiro livro, O Rei Menos o Reino, em 1951 e durante a década de 1970, em colaboração com o artista plástico Julio Plaza, lançou dois volumes de poemas-objeto, contendo os textos tridimensionais Poemóbiles (1974) e Caixa Preta (1975). A trajetória como poeta é marcada por quatro importantes livros Viva Vaia – Poesia 1949-1979 (1979), Despoesia (1994), Não (2003) e Outro (2015).

Esta atividade integra a programação do Museu-Casa que busca a difusão da poesia, da literatura e da memória do poeta e tradutor Haroldo de Campos. Parte da programação para celebrar os 60 anos da Poesia Concreta, o evento é capitaneado pelos coordenadores Reynaldo Damazio, do Centro de Apoio ao Escritor, e Julio Mendonça, do Centro de Referência Haroldo de Campos da Casa das Rosas, no qual têm conversado com poetas que marcaram a poesia brasileira por sua multiplicidade.

SOBRE POIESIS

A instituição, que tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da língua portuguesa, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

SOBRE CASA DAS ROSAS

A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, é um Museu-Casa dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos. O casarão de 1935, onde viveram os herdeiros do arquiteto Ramos de Azevedo, hoje é um espaço que realiza diversas atividades como saraus, recitais, lançamentos de livros, peças de teatro e exposições para população.

Serviço:
VIVA VOZ – CONVERSAS COM POETAS CONTEMPORÂNEOS
Sábado, 15 de dezembro, às 19h30
Com: Reynaldo Damazio e Julio Mendonça
Convidado: Augusto de Campos

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Avenida Paulista, 37 – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô.
Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 22h;
Domingos e feriados, das 10h às 18h.
Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados).
Tel.: (11) 3285-6986 / (11) 3288-9447.
Site: www.casadasrosas.org.br
Twitter: www.twitter.com/casadasrosas
Facebook: www.facebook.com/casadasrosas
Instagram: www.instagram.com/casadasrosas

Fonte: Maxpress