Lições de Abismo

“Lições de abismo” é o único romance do escritor brasileiro Gustavo Corção, considerado por muitos críticos literários como a sua obra-prima. Sobre ele, disse o poeta Menotti del Picchia: “Creio, sem temor de exagerar, ter lido o maior livro de ficção que já se escreveu no Brasil”. O romance também foi responsável pela seguinte declaração de Oswald de Andrade sobre Corção: “Depois de Machado de Assis aparece agora um mestre do romance brasileiro”.

O romance conta os últimos dias de vida do professor José Maria, diagnosticado com uma doença terminal que lhe deixou com cerca de três meses para, como ele mesmo diz, preparar a própria morte. Recluso em seu quarto, na companhia de poucos livros e alguns botões de rosa, José Maria recapitula a vida e elabora sérias reflexões sobre a morte e o porvir.

SOBRE O AUTOR

Gustavo Corção é considerado um dos maiores escritores de toda a história da literatura nacional. Nasceu em 17 de dezembro de 1896 no Rio de Janeiro. Fez o curso de Engenharia na antiga Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Posteriormente, lecionou eletrônica aplicada às telecomunicações, trabalhou em Astronomia de campo, em serviço de força e luz, em radiocomunicações e em atividades industriais até 1948. Casou-se em 1924. Ficou viúvo e casou-se novamente em 1937. Converteu-se à Igreja Católica em 1939, e publicou seu primeiro livro, “A descoberta do outro”, em 1944 (Agir). Foi diretor da revista “A Ordem” e do Centro Dom Vital, do Rio de Janeiro, colaborador semanal de O Estado de S. Paulo , do Diário de Notícias, do Rio de Janeiro; do Correio do Povo, de Porto Alegre (RS); e de O Globo, do Rio de Janeiro. Corção morreu em 6 de julho de 1978.

Editora: Vide Editorial

Saiba mais sobre o livro e como adquiri-lo clicando AQUI.