Impressão offset ou digital: saiba as diferenças

Você já deve ter ouvido falar nesses dois tipos de impressão, seja à frente de uma gráfica ou em um site, um desses nomes já deve ter aparecido para você. Basicamente, são os dois processos de impressão mais utilizados pelas gráficas no Brasil e no mundo.

No entanto, cada processo de impressão tem as suas particularidades e é preciso ficar a par delas para escolher a mais adequada às suas intenções. Confira abaixo as descrições que preparamos e uma breve comparação entre os tipos de impressão.

 

Offset

O processo offset garante ótima qualidade de impressão.

A impressão Offset mudou pouco desde a prensa a vapor foi desenvolvida, em 1906. O processo, ainda hoje, consiste no mesmo princípio: a aplicação de camadas de tinta ao papel com uma série de rodízios. Cada rodízio tem a sua tinta específica – Ciano, Magenta, Amarelo e Preto – ou CMYK. À medida que os rodízios entram em contato com o papel, eles deixam a tinta e constroem camadas de cores, resultando em imagens e textos completos no material. Hoje, além da escala de cores CMYK, é possível adicionar a essas impressoras a paleta Pantone, capaz de reproduzir tons metálicos ao papel.

Prós:

  • Flexibilidade de tamanho: a impressão offset tem como vantagem a possibilidade de imprimir grandes tamanhos de material, limitação imposta à impressão digital;
  • Flexibilidade de materiais: adequa-se a vários tipos de papel e a diferentes gramaturas;
  • Maior quantidade: com quantidades superiores a 100 unidades, a impressão offset é mais recomendada porque é preciso que haja uma chapa para cada arte, e o custo da chapa é compensado com quantidades maiores;
  • Cores e técnicas especiais: a aplicação de cores especiais, como os tons metálicos da escala Pantone ou acabamentos e efeitos especiais com as tintas é possível somente na impressão Offset.

Contra:

  • Pequenas tiragens: imprimir em offset tem custos fixos consideráveis – devido à gravação de chapas e aos gastos associados à própria máquina – e, por isso, não compensa para pouca quantidade.

 

Digital

A impressão digital é mais utilizada para na impressão de pequenas quantidades.

 

 

A impressão digital é mais próxima daquela que você já conhece, típica das copiadoras. O processo de impressão consiste num toner de tinta que aplica as cores ao material, já combinadas.

 

 

Prós:

  • Menor tempo: como não há necessidade de trocar chapas, o tempo é valorizado nesse tipo de impressão;
  • Dados variáveis: por trabalhar melhor com menores quantidades, é possível variar os dados do material sem prejuízo;
  • Pequenas tiragens: como os custos fixos são baixos, este tipo de impressão adequa-se para quantidades reduzidas.

Contra:

  • Menor qualidade: a impressão digital se mostra ineficiente na reprodução e vivacidade de tons como o cinza, o laranja e o verde. Quando comparada com a tecnologia offset, a qualidade do produto final é inferior, no entanto, é um processo muito recomendado para a impressão, por exemplo, de apostilas.

 

Fonte: Blog 360imprimir