Estudante que vende doces para publicar um livro ganha impressão e publicação

Editora Sejamos Luz garante a publicação do livro produzido por estudante do município de Iranduba

show_doces

Várias pessoas se sensibilizaram após a publicação da vida de superação da estudante/escritora Maria Luíza Brasil de Medeiros, 17, que pretende publicar o primeiro romance dela em 2017. O sonho está mais próximo de se tornar realidade, pois em menos de três dias após a divulgação dessa história, muitas pessoas decidiram  ajudá-la.

Durante o feriado da Proclamação da República, Maria Luíza recebeu a visita do advogado Júlio Antônio Lopes,  representante da editora Sejamos Luz, onde o mesmo é proprietário ao lado do também  advogado Cassius Aguiar. Lopes, além de ir conhecer de perto a realidade da estudante, garantiu-lhe a  publicação da primeira edição do  livro. Ele  contou que se emocionou com a história de vida de Maria, pois o fez lembrar da própria história e do sonho de criança: ser escritor. “Desde pequeno sempre quis ser escritor e ter um livro publicado, mas só depois de 18 anos que consegui realizar este sonho. Sei muito bem como é a sensação que essa jovem tem e serei um meio para ajudá-la nesta conquista”, comentou.

De acordo com  Lopes, os próximos passos será a assinatura de um termo entre as partes para formalizar a doação da publicação do livro. A estimativa é de que a obra possa estar pronta para o lançamento em fevereiro. “Mesmo com as dificuldades, Maria em nenhum momento deixa os problemas diários ou as próprias limitações a desanimar. Difícil encontrar pessoas assim e acredito que nós devemos aproveitar essas sementes e as semear. Toda a edição e impressão do material serão doadas para Maria. Na visita em que fiz a jovem escritora, fiz questão de levar os meus filhos para que eles conhecessem essa história de vida, pois é isso que devemos fazer: ajudar o próximo em tudo que estiver ao nosso alcance”, disse  Lopes.

Além da impressão e edição do livro, Maria também ganhou de um cartunista manauense a ilustração da capa. “Vou ter o prazer de ajudar Maria Luíza a realizar esse sonho”, disse o cartunista que preferiu não se identificar.  Maria e Júlio irão organizar o dia do lançamento. O evento deve ocorrer em 2017 na própria escola onde Maria estuda e também em algum órgão na capital.

Despertar do talento

Aluna do Centro de Tempo Integral (Ceti) Professora Maria Izabel Desterro e Silva, 17, localizado no kim 3 da rodovia Carlos Braga, no município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), a estudante conheceu o dom da criatividade e da escrita após precisar largar todas as atividades esportivas após sofrer as primeiras crises de epilepsia.

Fonte: Acritica