Documentário pernambucano sobre filósofo Olavo de Carvalho vence o 21º Cine PE

‘O Jardim das Aflições’ foi premiado pelo júri oficial do festival e pelo júri popular na categoria melhor longa-metragem, além de conquistar o troféu Calunga de melhor montagem.

o-jardim-das-aflicoes

O documentário pernambucano ‘O Jardim das Aflições’, sobre o pensamento do filósofo paulista Olavo de Carvalho, venceu o prêmio de melhor longa-metragem na 21ª edição do Cine PE, marcada por polêmicas e mudanças de data e de programação. O filme dirigido por Josias Teófilo foi premiado pelo júri oficial do festival e pelo júri popular, que, neste ano, foi realizado através de votação on-line. A cerimônia de premiação ocorreu no Cinema São Luiz, na área central do Recife, na noite da segunda-feira (3).

Ao partir dos temas do livro homônimo publicado por Olavo em 1995 para mostrar a rotina pacata do intelectual, que reside com sua família na cidade de Colonial Heights, nos EUA, o documentário também conquistou o troféu Calunga de melhor montagem. Como melhor curta nacional, foi escolhida a ficção paulista ‘Diamante, o Bailarina’, de Pedro Jorde.

Na competição de curtas pernambucanos, o vencedor foi ‘Los Tomates de Carmelo’, de Danilo Baracho. Além disso, o curta paraense ‘Luiza’, do paraense Caio Baú, recebeu menção honrosa do júri por abordar, com delicadeza e sensibilidade, a sexualidade de uma jovem deficiente com sua família, mostrando os tabus e as dificuldades de lidar com essa realidade.

Fonte: G1 Pernambuco

Nota: o nome do documentário é homônimo ao livro “O Jardim das Aflições”, lançado pela Vide Editorial e impresso pela Daikoku.