Companhia das Letras assume controle da editora Zahar

Durante cerca de 30 anos, a Zahar distribuiu os livros da Companhia das Letras no Rio, enquanto a editora paulista distribuía os livros da Zahar entre as livrarias de São Paulo. O grupo Companhia das Letras assumiu 100% do controle da editora Zahar, fundada no Rio de Janeiro em 1956 pelo editor Jorge Zahar. Juntas, as duas editoras somam mais de seis mil títulos. A editora de livros é dirigida por Ana Cristina Zahar, filha de Jorge, Mariana Zahar, neta e vice-presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), e Ana Paula Rocha, diretora de operações. A Companhia das Letras é controlada pela Penguin Random House, com 70% de participação. Em comunicado divulgado em seu blog, a Companhia das Letras comenta que a editora Zahar “tem sido um exemplo de sucesso editorial e de gestão empresarial, tendo respondido de maneira rápida e eficiente à crise das maiores redes de […]

» Leia mais

Campanha de leitura arrecada livros em 22 pontos de Piracicaba em outubro; veja como doar

Doações devem ser feitas até 27 de outubro. Segundo organização, novo encontro deve definir destinação das obras. Um coletivo está arrecadando livros para a campanha “Piracicaba Cidade Leitora”, em Piracicaba (SP). São 22 pontos de arrecadação em que as pessoas podem deixar os exemplares, até 27 de outubro. O objetivo da organização é promover o hábito da leitura. Os livros a serem doados devem estar em bom estado de conservação. As únicas temáticas não aceitas são as de cunho religioso, didático e paradidático, de acordo com a organização. A consulta aos endereços e horários de funcionamento dos pontos de coleta pode ser feita na página do coletivo “VaLendo” no Facebook. Segundo os organizadores, um novo encontro deve avaliar o acervo arrecadado e traçar novas ações literárias com o uso dos livros. Fonte: G1

» Leia mais

Jornalista larga emprego para abrir editora e fatura R$ 5,5 milhões

Marcelo Duarte, 55 anos, é um jornalista que começou sua carreira trabalhando em revistas de grande circulação. Seu sonho, no entanto, era virar escritor. Em 1995, Duarte realizou seu grande desejo ao lançar seu primeiro livro, “O Guia dos Curiosos”. A publicação foi um sucesso e o motivou a virar empreendedor nesse mercado. Há 21 anos, ele fundou a própria editora, a Panda Books, que faturou R$ 5,5 milhões em 2018. Agora, o empreendedor aposta em um novo projeto: um clube de livros por assinatura. LEIA TAMBÉM Além da paixão, a infelicidade com a carreira de jornalista o motivou a empreender. “Não estava conseguindo crescer dentro da empresa. Por isso, decidi transformar minhas ideias em projetos.” “O Guia dos Curiosos” se tornou um dos livros mais vendidos do país. O sucesso motivou Duarte a escrever mais livros, trabalhando em parceria com diversas editoras. Quatro anos depois da publicação da obra, o tempo de Duarte já estava […]

» Leia mais

Concurso gratuito premia alunos com publicação em livro

Durante o projeto, as escolas selecionadas ganham acesso à plataforma e realizam atividades alinhadas às competências da Base Nacional Comum Curricular A terceira edição do Prêmio Viajantes Literários está com inscrições abertas até o dia 5 de setembro. O concurso, promovido pela plataforma de leitura digital Árvore de Livros, é gratuito e destina-se a alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental ao Ensino Médio. Durante o projeto, as escolas selecionadas ganham acesso à plataforma e realizam atividades alinhadas às competências da Base Nacional Comum Curricular. Ao final, serão escolhidos 30 trabalhos, entre textos narrativos e crônicas, para publicação em um livro impresso e digital. Mais informações e regulamento completo pelo site https://www.arvoredelivros.com.br/viajantes. As vagas são limitadas. Fonte: O Imparcial

» Leia mais

Dia do Escritor: 25 nomes fundamentais da literatura mundial e nacional

Para homenagear o Dia do Escritor, comemorado nesta quinta-feira, 25, o jornal O Estado de S. Paulo selecionou os 25 autores fundamentais – há muitos outros que são leitura obrigatória – que não podem e não devem faltar em sua biblioteca. São autores de diversas nacionalidades e de épocas diferentes, e que deixaram sua marca na literatura mundial e nacional. Para abrir, a brasileira Lygia Fagundes Telles (1923), autora de Ciranda de Pedra e Antes do Baile Verde, As Meninas, Verão no Aquário, entre outros. William Shakespeare (1564-1616) é considerado o principal escritor da Inglaterra. Dramaturgo, escreveu peças que são encenadas até hoje. Entre tantos clássicos, é autor de Romeu e Julieta, Macbeth e Hamlet. O espanhol Miguel de Cervantes (1547-1615) escreveu Dom Quixote de la Mancha, tido como o primeiro romance moderno. Jane Austen (1775-1817) é uma das mais festejadas escritoras britânicas. Sucesso de crítica e público, é conhecida […]

» Leia mais

Livros autorais: autopublicação e editoras de pequeno porte geram oportunidade para novos autores

Normalmente no Dia Nacional do Escritor (25 de julho) lembramos logo dos autores reconhecidos dentro e fora do Brasil, como Jorge Amado, Érico Veríssimo, Rachel de Queiroz, entre outros. Mas, isso vem mudando. Além dos renomados escritores, diversos autores iniciantes vem ganhando a admiração do público leitor. O fotógrafo e artista audiovisual baiano Gilucci Augusto faz parte dessa “nova geração” e está estreando na cena literária com o livro intitulado “Nuances – Entre Luzes e Sombras”. Tendo Fernando Pessoa como sua maior inspiração, Gilucci não sabe ao certo como embarcou nesse universo, a sua única certeza é que nunca atuaria em apenas uma área. “Eu nasci e fui criado em Santo Antônio de Jesus, recôncavo baiano. Mas em paralelo a isso, frequentava muito Salvador. Então, eu transitava por vários contextos socioculturais e políticos. E do mesmo modo que a minha vida foi bem diferente em vários aspectos, minha cabeça também passou […]

» Leia mais

Saraiva pensa em nova alternativa para recuperação

Os desafios da Saraiva e de outras livrarias está na queda das vendas e da receita de suas lojas. Atualmente, ambas investem na diversificação de produtos O mercado editorial brasileiro sofre sua pior crise. Além do surgimento da internet e a falta de adaptação das editoras e das livrarias à ela, essas companhias não souberam fazer uma gestão financeira inteligente. Agora, a Saraiva, maior rede de livrarias do país, encontra dificuldades para elaborar um plano adequado de recuperação judicial. A marca vive nesta situação desde novembro do ano passado. A dívida é de 675 milhões. Este é um cenário difícil e muito desafiador para a companhia, que agora, precisa pensar em uma boa maneira de se salvar do naufrágio que atinge o mercado. Mais de 100 editoras são credoras e, durante todos esses anos venderam seus livros em consignação. A proposta da livraria era pagar 5% da dívida em 14 […]

» Leia mais

Harry Potter: Serão lançados mais quatro livros do Mundo Bruxo

Atenção, Potterheads, é a hora de comemorar! Vocês se lembram da exposição que rolou na British Library, em Londres? Ela resultou em dois livros chamadosHarry Potter: Uma História da Magia e Harry Potter: Uma Jornada pela História da Magia. Esses livros foram base para audiobooks que contaram com entrevistas de curadores da exposição e o Pottermore divulgou o lançamento de quatro novos eBooks inspirados nesses audiobooks. UFA! De acordo a plataforma, cada eBook vai contar com leituras sobre disciplinas ensinadas em Hogwarts, folclore e origens da magia ao longo da história. Os dois primeiros livros se chamam: Harry Potter: A Journey Through Charms and Defence Against the Dark Arts e Harry Potter: A Journey Through Potions and Herbology, eles estarão disponíveis no dia 27 de junho e a pré venda já começou para quem quiser garantir o livro em inglês, francês, italiano ou alemão. Os outros dois livros são intitulados: Harry Potter: A Journey Through Divination and Astronomy e Harry Potter: A […]

» Leia mais

Projeto de redução de pena de detentos por leitura de livros será implantado em Nhamundá, no AM

Presos podem ter até 48 dias de pena reduzidos, em 12 meses, ao lerem um livro por mês e apresentarem uma resenha sobre cada obra. Detentos do município de Nhamundá, a 382 quilômetros de Manaus, podem ter diminuição de pena por leitura de obras e apresentação de uma resenha. Essa é a proposta para os presos com a implantação do projeto denominado “Remição pela Leitura”, proposto pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM). Os presos podem ter até 48 dias de pena reduzidos, em 12 meses. Proposto pelo defensor público Rodolfo Pinheiro Bernardo Lôbo, do Polo Zeca Pontes, em Parintins, o projeto foi institucionalizado pelo juiz da Vara Única da Comarca de Nhamundá, com o apoio do Ministério Público do Estado do Amazonas, da Delegacia de Polícia de Nhamundá e da Secretaria Municipal de Educação de Nhamundá. Pela regra principal da proposta, o preso que ler, no prazo de […]

» Leia mais

Livros em braille da ‘Turma da Mônica’ serão distribuídos para escolas municipais

Entre os personagens criados por Mauricio de Sousa que promovem inclusão e representatividade está Dorinha, menina cega que reconhece seus amigos pela voz e pelo cheiro. Ela é a protagonista do novo livro Como Dorinha Vê o Mundo, que será distribuído gratuitamente para 500 escolas municipais de São Paulo. O material foi desenvolvido por meio da parceria entre o Instituto Mauricio de Sousa e a Fundação Dorina Nowill para Cegos. Nesta sexta-feira, 3, a partir das 14h, os personagens Dorinha e Mônica estarão na instituição para apresentar a publicação e fazer a distribuição. O livro faz parte da Série Dorina e apresenta a realidade das pessoas com deficiência visual, o sistema braille e outros instrumentos que possibilitam a democratização da cultura e da brincadeira. Além de a história e os desenhos serem em braille, a história também é escrita no alfabeto português. Assim, quem tem baixa visão ou enxerga também […]

» Leia mais
1 2 3 8