Catena Áurea

Os fatos descritos na Bíblia não aconteceram por acaso: eles têm uma razão e um sentido espiritual. Como ensina São Tomás de Aquino, os homens falam por meio de palavras; Deus fala não apenas por meio de palavras, mas também por meio da própria realidade, de sua ação no mundo e na história. Assim, a Revelação contém um duplo aspecto. Em primeiro lugar, a própria ação divina na realidade, cujo ponto culminante é a encarnação, paixão, morte, ressurreição e ascensão da Segunda Pessoa da Santíssima Trindade na humanidade de Jesus Cristo. Em segundo lugar, a ação do Espírito Santo que, como disse Jesus, quando fosse enviado, revelaria aos Apóstolos “toda a verdade”. Foi esse mesmo Espírito Santo que inspirou os autores humanos dos livros que compõem a Bíblia, garantindo assim a sua veracidade. Como podemos compreender o sentido espiritual dos fatos que são relatados na bíblia e, sobretudo, nos evangelhos? Durante […]

» Leia mais

Carta de Ouro

“Uma síntese do pensamento de Guilherme Saint-Thierry é contida numa longa carta dirigida aos Cartuxos de Mont-Dieu, junto dos quais ele se tinha deslocado em visita e aos quais quis encorajar e confortar. O douto beneditino Jean Mabillon deu a esta carta um título significativo: Epistola áurea (Carta de ouro). Com efeito, os ensinamentos sobre a vida espiritual nela contidos são preciosos para todos os que desejam crescer na comunhão com Deus, na santidade. Neste tratado, Guilherme propõe um itinerário em três etapas. É preciso, diz ele, passar do homem ‘animal’ ao ‘racional’, para alcançar o ‘espiritual’. O que pretende dizer o nosso autor com essas três expressões? No início, uma pessoa aceita a visão da vida inspirada pela fé com um ato de obediência e de confiança. Depois, com um processo de interiorização, no qual a razão e a vontade desempenham um grande papel, a fé em Cristo é acolhida […]

» Leia mais

Os Anjos na Vida dos Santos

Este livro reúne algumas meditações acerca do Ministério dos Santos Anjos, em particular do Anjo da Guarda. Nas histórias narradas, aparecem inúmeros relatos de intervenções angélicas, surpreendentes e extraordinárias. Esses dons que Deus derramou em seus santos para edificação da Igreja nos servem como sinal sensível da realidade da Fé. São 31 meditações sobre a presença e atuação dos anjos na vida dos santos. No final de cada meditação, o autor sugere um propósito para o dia, que reforça a meditação e nos ajuda a viver melhor o nosso chamado à santidade. FICHA TÉCNICA: Autor: José Eduardo Câmara de Barros Carneiro Páginas: 136 Editora: Ecclesiae   Onde comprar: Amazon Livraria da Travessa

» Leia mais

A Superstição do Divórcio

Embora tenha sido escrito na época das mudanças nas leis sobre o Matrimônio para facilitar o divórcio na Inglaterra (no início do século XX), não se trata de um libelo contra o divórcio, mas de uma defesa do Matrimônio. Para Chesterton, divorciar-se é, literalmente, descasar-se. Portanto, para desfazer algo é preciso saber antes se essa coisa está feita. A discussão pode parecer antiga, mas o mundo moderno adotou o divórcio como exemplo de liberdade. Chesterton pretende apenas demonstrar que o divórcio está longe de ser um ato de liberdade, pois a quebra de um voto de confiança, de comprometimento, não afeta apenas o fundamento da família, mas também de toda a sociedade, que não funciona sem o voluntarismo de se manter intactos os compromisso assumidos. Sobre o autor: Gilbert Keith Chesterton foi um jornalista e escritor inglês, nascido em Londres em 29 de maio de 1874. Foi educado na escola de […]

» Leia mais

Brevilóquio

Brevilóquio, como o proprio nome indica, é um “pequeno tratado”, um “discurso breve”, escrito, como o autor diz no início do texto, a pedido dos principiantes no estudo da Teologia. Num momento de grande efervescência intelectual, como o foi o da vida universitária parisiense na metade do século XIII, era natural que os iniciantes se sentissem perdidos entre distinções, divisões, subdivisões, capítulos, partes etc., e , não raro, tivessem saudades dos bons tempos dos estudos filosóficos, pois a leitura de Aristóteles, Boécio, Porfírio, Prisciano e Cícero parecia-lhes bem mais amena e ordenada. Por isso, Boaventura procura tratar os grandes problemas teológicos de um modo diferente do costumeiro, isto é, sem a série de argumentos pró e contra, sem responder às objeções, sem citar as “autoridades”. Sobra, então, um discurso denso, de extrema concatenação lógica, em que o raciocínio pode ser seguido com relativa felicidade. Em seu gênero, trata-se de uma […]

» Leia mais

Imitação de Cristo

Escrita durante a primeira metade do século XV, a “Imitação de Cristo” ocupa um lugar de destaque na literatura devocional cristã, sobretudo porque já foi lida e meditada por inúmeras gerações que desejavam o aprofundamento na vida interior. Trata-se de um verdadeiro testemunho de renovação espiritual numa época de hostilidade às coisas religiosas. Tal como as grandes obras que ultrapassam seu tempo, a “Imitação de Cristo” permanece entre as mais importantes e piedosas do catolicismo. Suas páginas inspiram à conversão interior para que, com um coração puro e com o auxílio da graça, seja possível compreender e, de modo especial, viver plenamente o Evangelho. É comumente aceito que a “Imitação de Cristo” tenha sido escrita pelo monge e escritor alemão Tomás de Kempis. Ele nasceu em 1380, em Kempen, na Renânia do Norte (perto de Colônia), foi ordenado sacerdote em 1413 e faleceu no dia 24 de julho de 1471. […]

» Leia mais

Sons de Milagres

Esta é a edição atualizada de um estudo científico a respeito do “dom de línguas” na história da Igreja, isto é, da prática da oração em línguas (ou em júbilo) e do culto expressivo como forma de oração. O autor traz à luz inúmeros dados e testemunhos a respeito do exercício dessa prática desde a era Patrística, passando pela Escolástica e pela Igreja Moderna, até os dias de hoje, por parte de uma grande multidão de santos. O livro ainda conta com um prefácio do Padre José Eduardo de Oliveira e Silva, que esclarece ainda mais o tema e o contextualiza para o cenário atual da Igreja no Brasil. FICHA TÉCNICA: Autor:  Diácono Eddie Ensley Páginas: 196 Editora: Ecclesiae   Onde comprar: Amazon Americanas Fnac Livraria Cultura Livraria da Folha

» Leia mais

Ortodoxia

“Sempre quis escrever um romance sobre um velejador que faz um erro de cálculo e descobre a Inglaterra com a impressão de ter descoberto uma nova ilha nos mares do sul. Mas, sempre me encontro por demasiado ocupado ou preguiçoso para escrever essa bela obra. Então, resolvi deixar para lá e utilizar a ideia apenas para uma ilustração filosófica. Haveria uma impressão geral de que o homem, ao chegar à terra firme (armado até os dentes e falando por sinais) para fincar a bandeira inglesa no templo bárbaro que, no final das contas, era o Royal Pavilion em Brighton, se sentiria um tanto tolo. Não estou aqui preocupado em negar que ele tenha parecido um tolo. Mas, se você imagina que ele se sentiu um tolo, ou ao menos que o sentimento de tolice foi sua única emoção ou a mais importante, então você não estudou com delicadeza suficiente a natureza […]

» Leia mais

A Sabedoria da Antiga Cosmologia

Neste livro, o físico Wolfgang Smith argumenta, com sólidos fundamentos, que a transição da Cosmologia Tradicional para a contemporânea causou um atrofiamento ontológico de proporções incalculáveis — não do cosmos enquanto tal, mas do nosso horizonte de consciência. O Professor Smith revisa questões dadas por resolvidas e incontestes pelo establishment científico de hoje e mostra como, na verdade, a Cosmologia Antiga estava mais certa sobre elas do que a Moderna — questões como a do geocentrismo, do design inteligente e da matéria secunda. Este livro, prefaciado por Jean Borella, e cujo posfácio é assinado por Seyyed Hossein Nasr, é o terceiro do autor que a Vide Editorial publica, sendo os outros dois “O enigma quântico” (2011) e “Ciência e mito” (2014). Editora: Vide Editorial Onde comprar: Amazon Livraria Cultura Livraria da Folha Shoptime Submarino

» Leia mais

Graus da Oração

O padre dominicano Juan González Arintero, um dos principais escritores místicos da Igreja e talvez aquele que relatou de modo mais preciso a evolução da vida mística tanto na Igreja em geral quanto em cada alma que a compõe, descreve neste livro a evolução da oração do fiel pelos diversos graus em que ela se dá. Padre Arintero ainda explica quais fenômenos são típicos de cada grau e o faz tomando por base não só os escritos dos grandes santos sobre o assunto (de Santa Teresa d’Ávila, principalmente), mas também o relato de inúmeros religiosos cuja piedade admirável o leitor é chamado a imitar. Editora: Ecclesiae Onde comprar: Amazon Livraria da Folha Livraria da Travessa

» Leia mais
1 2 3 5